Pombal – Certame arranca na segunda-feira

Festival ‘Sete Sóis Sete Luas’ está de regresso à cidade até 5 de Setembro


Pombal 97 fm / Cultura – Está de regresso a Pombal, com música e arte do Mediterrâneo e do mundo lusófono, o festival ‘Sete Sóis Sete Luas’.
A partir de segunda-feira (dia 3 de Agosto) e até 5 de Setembro, os pombalenses (e não só) voltam a poder apreciar os excelentes espectáculos oferecidos por consagrados artistas oriundos de vários pontos do mundo. No entanto, vão ter de (continuar) a conviver com as medidas de restrição provocadas pela pandemia da Covid-19.
Este evento cultural de âmbito internacional vai ter lugar na Praça Marquês de Pombal, em pleno centro histórico da cidade, tem entrada gratuita, mas limitada aos lugares disponíveis e mediante apresentação de bilhete, o qual poderá ser levantado nas bilheteiras do Teatro-Cine de Pombal.
A edição deste ano do certame arranca (na segunda-feira) com “Street Art”, com Waroox, um dos “street artists” mais importantes da Ilha de La Réunion. A residência artística decorrerá entre os dias 3 e 8 de Agosto, e inclui a realização de uma obra de “street art” no Bairro Social de São João de Deus.
No dia 7, às 22h00, subirá ao palco o grupo espanhol “Zagala”, cuja música é caracterizada “pela sua energia, pela fusão de diferentes instrumentos tradicionais de várias épocas e regiões de Espanha”.
No dia seguinte e à mesma hora, teremos a música da Arménia, apresentada pelo grupo “Collectif Medz Bazar”, conhecida como “uma banda urbana composta por músicos oriundos das culturas arménia, turca e francesa”, cuja “música multidimensional e a energia explosiva que dela emana, tecem um elogio ao amor, à justiça e à igualdade, abordando, igualmente, questões sociais e desafiando as fronteiras políticas e culturais”, refere a Câmara de Pombal.
No dia 22 de Agosto, igualmente às 22h00, o palco fica entregue a Ceuzany & ‘Orquestra Popular Sete Sóis do Fogo’ (Cabo Verde), tratando-se de uma produção original do festival, com a participação da cantora cabo-verdiana Ceuzany, “conhecida pelo seu talento e pela sua voz potente, sensual e incomparável”.
Para o dia 28 de Agosto o festival reserva um espectáculo de teatro com “Leo Bassi”, de Espanha. “Reconhecido mundialmente pelas extravagantes actuações de teatro e pelas suas acções de tom provocador, Leo Bassi pertence a uma antiga família de actores excêntricos e de palhaços circenses, oriundos de Itália, França e Inglaterra”.
No dia seguinte (29) nova produção original do festival ‘Sete Sóis Sete Luas’ chega à Praça Marquês de Pombal. Referimo-nos à “7Luas Med Orkestra”, oriunda do “trabalho conjunto de seis músicos conceituados, provenientes das diferentes margens do ‘Mare Nostrum’, do mudo lusófono e creolófono”. A orquestra tem direcção musical do português Custódio Castelo, integrando os músicos Bernard Joron (La Réunion), Alide Sans (Catalunha), Moisés Santos (Cabo Verde), Tiago Soares (Portugal) e Mario Rivera (Sicília).
O evento termina no dia 5 de Setembro, com um espectáculo de circo com “Mumusic”, da Catalunha (Espanha), que apresentará, em estreia nacional, “Flou Papagayo”, uma performance “de alto impacto emocional”.
O ‘Sete Sóis Sete Luas’, que vai na sua 28ª edição, é promovido por uma rede cultural de 30 cidades de 11 países do Mediterrâneo e do mundo lusófono (Brasil, Cabo Verde, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Itália, Marrocos, Portugal, Tunísia e Turquia), desenvolvendo a sua programação no âmbito da música popular contemporânea e das artes plásticas, com a participação de grandes figuras da cultura mediterrânea e do mundo lusófono.
“O diálogo intercultural, a mobilidade dos artistas dos países que fazem parte da rede, a criação de formas originais de produção artística, com a participação dos criadores vindos dos países da rede”, são os objectivos do festival.

97FM - Pombal Vértice Luminoso