Leiria – De visita aos hospitais de Pombal e de Santo André

Ordem dos Médicos elogia resposta do Centro Hospitalar no combate à pandemia


Pombal 97 fm / Saúde – Carlos Cortes, presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, visitou ontem o Hospital de Pombal depois de, na última sexta-feira, ter feito o mesmo no Hospital de Santo André, em Leiria.
No âmbito da sua visita a estas unidades hospitalares, integrantes do Centro Hospitalar de Leiria (CHL), o representante da Ordem dos Médicos elogiou o trabalho desenvolvido pelos profissionais de saúde e pelo conselho de administração do Centro, durante a resposta à pandemia da Covid-19.
Sobre estas visitas, Carlos Cortes salientou que “os números são absolutamente espectaculares, tendo em conta o que já vi noutras unidades hospitalares da região” e considerou que “nenhum doente internado no Hospital de Santo André foi infectado dentro do hospital e isto é algo muito raro de acontecer”.
De acordo com os dados facultados pelo conselho de administração do CHL, o representante da Ordem dos Médicos sublinhou que "também não houve nenhum profissional que tenha sido infectado neste hospital”.
Reconheceu, entretanto, que o CHL “preparou-se e fê-lo de forma surpreendente pela precocidade” e explicou que, “logo no final de Janeiro, criou uma ‘task force’, que reunia todos os dias e implementou mais de 130 procedimentos, especialmente direccionados às precauções a tomar em relação à Covid-19”.
Carlos Cortes destacou, depois, que o CHL “soube dividir circuitos, preparou os seus profissionais e reservou áreas específicas só para doentes Covid-19”. “O êxito do CHL deveu-se ao trabalho da direcção clínica, da ‘task force’, do conselho de administração do CHL e à enorme entrega e dedicação que os profissionais de saúde colocaram no seu trabalho”, salientou.
Aludiu, também, ao facto do CHL se ter preocupado em “estabelecer um plano de retoma, que também foi um êxito, pois os números das consultas, nos primeiros seis meses, em relação ao período homólogo, mostram uma subida de 4%”. Nas cirurgias, apesar do período de confinamento, a diminuição foi de apenas 0,5%, números que “satisfazem muito a Ordem dos Médicos”, reconheceu, apelando aos utentes para que façam as consultas necessárias já que, garantiu, “podem fazê-lo com tranquilidade”.    
Satisfeito, Licínio Carvalho, presidente do Conselho de Administração do CHL, afirmou: “Sem dúvida que o mérito vai para todos os profissionais que têm estado na linha da frente no combate à Covid-19, mas também para os outros profissionais que asseguraram a prestação de cuidados de saúde nos restantes serviços cumprindo, escrupulosamente, os procedimentos de segurança definidos pela ‘task force’ do CHL, que foram sendo revistos consoante a evolução da pandemia”.

97FM - Pombal Vértice Luminoso