Região Centro – Consequência do Covid-19

APIN baixa tarifários, Soure desinfecta e Junta de Alvaiázere cria linha de apoio


Pombal 97 fm / Covid-19 – Em consequência do surto epidemiológico do Covid-19, a APIN - Empresa Intermunicipal de Ambiente do Pinhal Interior, accionou uma medida de apoio dirigida a todos os munícipes abrangidos pela empresa.
A revelação é feita pelo Município de Figueiró dos Vinhos, segundo o qual a medida consiste “na redução do custo das facturas da água de Março, Abril e Maio”, pelo que, durante estes 3 meses, “a todos os clientes domésticos (famílias) será aplicado o Tarifário Social e a todos os não domésticos (comércio, serviços, indústria, Instituições Particulares de Solidariedade Social - IPSS's e outros) será aplicada uma redução, no valor da factura, de 80 %”.
A medida pretende, deste modo, “numa perspectiva de solidariedade social às famílias, às empresas e às IPSS's, responsáveis pela dinamização económica da região, mitigar as dificuldades e adversidades mais imediatas, inerentes ao actual Estado de Emergência do país”.
Em Soure está a decorrer uma acção de desinfecção dos espaços públicos locais, um “processo preventivo que decorrerá diariamente, efectuado por funcionários do Município, procurando minimizar os riscos de contágio por Covid-19”, segundo informa a Câmara Municipal.
Trata-se de uma desinfeção que, de acordo com a autarquia sourense, se destina a “espaços de atendimento ao público e locais mais susceptíveis de contágio, como contentores do lixo, portas, multibancos, paragens de transportes públicos, Jardim da Praça da República, zona comercial do centro da vila, mercado e, particularmente, junto às farmácias locais e à Unidade de Saúde Familiar VitaSaurium”.
Por sua vez, a Junta de Freguesia de Alvaiázere, em parceria com o CLDS local, criou uma linha de apoio “destinada a prestar apoio aos residentes na freguesia com mais de 65 anos, sem apoio familiar, social, e com doenças crónicas, de forma a evitar a sua deslocação ao supermercado, à farmácia, aos locais a que estes mais precisam de aceder”. Para isso, a autarquia conta com um grupo de voluntários “que efectua a aquisição dos bens solicitados e posteriormente procede à sua entrega no domicílio”. A linha “Alvaiázere 65 ” pode ser contactada pelo número 969 516 953.
Segundo o Plano de Contingência desta autarquia, “o serviço prestado no posto de correios sofreu alteração de horário, estando só a funcionar no período das 9h00 às 12h30”, o mesmo sucedendo com o serviço de atendimento da Junta, que só é efectuado em situações de urgência e marcação prévia, devendo para isso ser utilizado o telefone 236 655 509.
“Estamos cientes que estas alterações causam transtorno a toda a população, no entanto, todas elas têm como objectivo a protecção da população da freguesia”, refere uma nota do executivo presidido por Vítor Joaquim.
Entretanto, em Condeixa-a-Nova o encerramento das escolas do concelho deixou os alunos mais carenciados (escalão A) dependentes de uma solução que não coloque em causa o isolamento social.
Por isso, e para evitar deslocações às cantinas, o Município condeixense está a proceder à aquisição e a doar cabazes de compras, com bens considerados de primeira necessidade (carne, peixe, fruta, legumes, lacticínios, cereais) aos agregados familiares desses alunos.
Em Pombal, a Câmara Municipal continua a reforçar a importância do controlo do cumprimento de medidas de quarentena e isolamento social.
“De forma a garantir que os períodos de quarentena, quer de infectados, quer de pessoas em vigilância activa, são devidamente cumpridos, o Município de Pombal reforça a importância de ser disponibilizada às autoridades e autarquias uma lista das pessoas que se encontrem nessas situações”, refere a autarquia.
A Câmara de Pombal considera também “essencial a criação de um registo de cidadãos que entram no território nacional, com a indicação do local onde cumprirão o seu período de quarentena, permitindo a monitorização das medidas definidas para este Estado de Emergência”.





 

97FM - Pombal Vértice Luminoso