Pombal – Escolha para a edição deste ano termina no dia 31

Câmara Municipal pede à população para escolher os artistas para as Festas do Bodo

Pombal 97 fm / Sociedade – A Câmara Municipal de Pombal está a desafiar a população a escolher os artistas que integrarão o cartaz deste ano das tradicionais Festas do Bodo.
O desafio está a decorrer até ao próximo dia 31 e acontece pela segunda vez consecutiva. “Cada utilizador terá a oportunidade de escolher seis nomes de uma lista de vários artistas”, explica a autarquia, indicando que tal escolha pode ser feita através do sítio https://www.cm-pombal.pt/2020/01/08/publico-volta-a-ser-chamado-a-colaborar-na-escolha-do-cartaz-das-festas-do-bodo-2020/.
Os interessados poderão optar por seleccionar “os seus artistas preferidos que não constem da lista pré seleccionada” e a iniciativa acontece “após o sucesso alcançado há um ano, em que participaram mais de três mil utilizadores, tendo resultado em 15 mil votos expressos”.
Segundo o Município pombalense, “o público é convidado, novamente, a participar na escolha dos artistas que poderão integrar a programação das Festas do Bodo 2020, que decorrerão de 23 a 28 de Julho”.
Os resultados da votação “poderão vir a ser diferentes ao da contratação efectiva dos artistas, tendo em conta algumas condicionantes como, a título de exemplo, a disponibilidade dos artistas ou grupos para as datas das Festas do Bodo”.
Estes tradicionais festejos anuais têm uma origem remota. “Festa do Povo para o Povo, a sua popularidade ainda hoje perdura, talvez com um espírito já diluído no tempo, mas preservando a tradição de serem as festas mais importantes do concelho de Pombal”, diz Nelson Pedrosa, Técnico Superior de História da Arte, segundo o qual “a lenda liga as Festas do Bodo a uma praga que atingiu os pombalenses e a uma mítica D. Maria Fogaça, pessoa muito devota que deu origem à secular festa”…
Os festejos, que inicialmente tinham lugar nos finais de Junho, passaram a realizar-se no último fim-de-semana de Julho, “visto estar mais de acordo com o calendário das colheitas”, adianta o historiador.
“No ano de 1937, a Comissão das Festas declinou o seu encargo e não houve as tradicionais Festas do Bodo, muito embora a monotonia da localidade fosse quebrada pela solene realização da parte religiosa”, conta Nelson Pedrosa.
Ao longo dos anos, “procurou-se adaptar, em cada época, a criatividade e as necessidades, sendo criados certames de carácter económico, nomeadamente no sector agrícola”, razão pela qual, a partir de 1980, os festejos passaram a denominar-se de ‘Agro-Bodo’. As actividades culturais foram cimentadas e as provas desportivas de âmbito nacional surgiram, caso da ‘Meia-Maratona de Pombal’.
Em 1991 foi recuperado o nome de ‘Festas do Bodo’, com a sua edição deste ano a manter as características anteriores, onde se juntam a religião, o desporto, a cultura e demais sectores de actividade do concelho.

97FM - Pombal Vértice Luminoso