Pombal – Assinatura de protocolos já teve lugar

Município pombalense participa no projecto “Pombal Global - Obra Completa Pombalina”


Pombal 97 fm / Cultura – Teve ontem lugar, em Lisboa, a cerimónia de assinatura dos protocolos de cooperação para a materialização do projecto “Pombal Global - Obra Completa Pombalina”.
Na cerimónia, que decorreu na Igreja da Memória, em Lisboa, no dia em que se assinalaram os 320 anos do nascimento de Sebastião José de Carvalho e Melo, 1º Marquês de Pombal, participaram os Municípios de Lisboa, Oeiras, Pombal e Sernancelhe, as Fundações ‘Millenium BCP’ e ‘Marquês de Pombal’ e o grupo Jerónimo Martins, os ‘mecenas’ do projecto.
No total, o investimento deste projecto atinge um milhão de euros que, ao longo dos próximos cinco anos, se destinará a apoiar “a maior operação científica de sempre, em ordem à identificação, levantamento, transcrição, anotação e edição criticamente anotada de toda a obra escrita do Marquês de Pombal e redigida sob a sua orientação”.
Para o presidente da Câmara de Pombal, dada a importância do que se pretende alcançar com a compilação da obra completa, ficou claro que “desde a primeira hora o Município de Pombal mostrou a abertura total em fazer parte deste projecto, de um milhão de euros, que têm que ser disponibilizados, todos os anos, durante cinco anos, para ter uma equipa de investigadores a trabalhar a tempo inteiro no projecto em Portugal, um dos quais é de Pombal”.
Segundo Diogo Mateus, esses investigadores irão, também, “promover uma investigação extensa no Brasil, em Londres e em Viena de Áustria, com visitas e consultas a várias bibliotecas, universidades, arquivos e a alguns arquivos pessoais”, sublinhando que o projecto “não encontra paralelo na história da investigação portuguesa, nomeadamente nos moldes em que é concebido e onde o Estado português, directamente, não é parceiro, e onde temos os municípios como grandes investidores”.
Para poder participar na compilação da “Obra Completa Pombalina”, o Município pombalense inscreveu, no plano plurianual de investimentos, uma verba de 150 mil euros, “a disponibilizar durante cinco anos, ou seja, 30 mil euros anuais”, que permitirão a Pombal financiar cerca de 15 por cento do trabalho final.
O autarca pombalense referiu, ainda, que a figura do Marquês de Pombal “não pode passar ao lado da estratégia municipal de promoção cultural e turística, sendo uma personalidade que, passados 320 anos do seu nascimento, nos traz uma radicalidade no pensamento, seja ele social, cultural, académico, financeiro, e para a qual é relevante percebermos a sua dimensão intelectual”.
A direcção científica do projecto é composta por José Eduardo Franco, Pedro Calafate e Viriato Soromenho-Marques.

97FM - Pombal Vértice Luminoso