Leiria – Campanha “Uma Árvore pela Floresta”

Quercus e CTT vão plantar no sábado 7.650 árvores no Pinhal de Leiria


Pombal 97 fm / Ambiente – No Pinhal de Leiria vão ser plantadas 7.650 árvores, graças a uma iniciativa conjunta dos CTT - Correios de Portugal e da Quercus.
Fustigado pelos incêndios de 2017, o Pinhal de Leiria vai receber as árvores, no âmbito da campanha “Uma Árvore pela Floresta”, num total de 7.650 árvores, número que corresponde aos kits vendidos nas Lojas CTT e no canal on-line.
Em nota de imprensa, os CTT referem que “os portugueses adquiriram 7.650 kits durante a edição de 2018 desta parceria, que vai já na quinta edição” e, pela primeira vez, a compra dos kits - nesta edição um sobreiro e uma azinheira -, também pôde ser feita na loja on-line, onde foram vendidas cerca de 900 unidades, além das vendas em 400 Lojas CTT espalhadas pelo País.
Refira-se que, desde o início desta parceria, já foram plantadas mais de 80 mil árvores, permitindo “florestar, com espécies autóctones, diversas Áreas Protegidas e Matas Nacionais do nosso País, em particular as zonas mais afectadas pelos incêndios”.
As árvores alvo de plantação podem ser seguidas, durante cinco anos, mediante o registo no site da iniciativa, em http://umaarvorepelafloresta.quercus.pt/, sabendo-se que será organizada, no sábado, a acção de voluntariado para reflorestação no Pinhal de Leiria, destinada aos apoiantes que registaram as suas árvores naquele site.

Sociedade Portuguesa de Pneumologia plantou mil árvores

Por outro lado, a Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) contribuiu para a reflorestação do Pinhal de Leiria, graças à plantação de mil árvores, numa acção que decorreu no último sábado.
A plantação resultou de uma parceria com a Quercus, com a SPP a explicar que “esta acção de responsabilidade social e ambiental surgiu no âmbito da ‘Corrida do Pulmão’ onde a SPP, entidade promotora da iniciativa, se comprometeu com a oferta do valor de uma árvore por cada inscrição registada” na prova.
António Morais, presidente da SPP referiu, a propósito, que “a saúde ambiental é um factor muito importante na saúde integral do indivíduo e, concretamente, na saúde respiratória, sendo uma das atitudes mais relevantes na prevenção das doenças respiratórias”, enquanto Paula Nunes da Silva, da Quercus, sublinhou que o envolvimento da SPP nesta actividade “é excelente”, considerando ser “essencial o envolvimento por parte de toda a sociedade civil e também da científica que, pela credibilidade e estudos científicos que têm, ajudam as pessoas a perceber o quão importante é termos um bom ambiente e estarmos em consonância com a natureza”.
Entretanto, a ‘Nippon Gases’, no seguimento do seu projecto “Caminhar por mais floresta” associou-se à SPP nesta acção, adicionando às 500 árvores previstas resultantes do número de inscrições na ‘Corrida do Pulmão’, mais 500 totalizando, assim, as mil árvores.

97FM - Pombal Vértice Luminoso