Pombal – Cidade regressa à época do Marquês

Este fim-de-semana há “Festival de Estátuas Vivas Barrocas”


Pombal 97 fm / História – A cidade de Pombal vai regressar, este fim-de-semana, à época do Marquês, graças à realização do “Festival de Estátuas Vivas Barrocas”.
A iniciativa da Câmara Municipal de Pombal permite, assim, três dias à maneira da época de Sebastião José de Carvalho e Melo, por via da realização do referido festival, que a autarquia anuncia como “um evento repleto de animação e que pretende reforçar o estatuto de Pombal como cidade Pombalina”.
O festival vai arrancar na sexta-feira, com visitas encenadas ao Museu Municipal, ao Celeiro do Marquês e à Praça Marquês de Pombal, às 10h30, 14h30 e 16h30. Com elas, os participantes “poderão conhecer o património associado ao Marquês de Pombal, numa recriação histórica conduzida por actores profissionais, que encarnarão figuras barrocas, a cargo de quem ficará a apresentação do espólio do Museu Municipal, a vida e a obra de Sebastião José de Carvalho e Melo”.
No sábado e no domingo, o “Festival de Estátuas Vivas Barrocas” pode ser visitado das 15h00 às 18h00 e, “desde o ponto mais central, na Praça Marquês de Pombal, até à zona do Largo e Jardim do Cardal, os visitantes poderão admirar 13 estátuas vivas, que representarão figuras históricas da época pombalina, profissões e costumes populares setecentistas”, informa o Município pombalense.
Na programação anunciada para sábado, refere-se que o festival começa com um cortejo barroco pelas ruas da cidade e que, às 12h00, inicia-se o “Mercado Barroco” (na Praça Marquês de Pombal), onde não faltarão o artesanato, as tasquinhas e muita “Animação Pombalina”. A encenação histórica “Quadros Vivos do Quotidiano Pombalino”, uma visita orientada a cenas da vida social do século XVIII, é actividade em destaque neste dia, cuja participação carece de inscrição prévia.
Ainda no sábado, a partir das 16h30 tem lugar o teatro popular “Pranto do Clérigo”, na Praça Marquês de Pombal e, às 21h30, o realce vai para a noite setecentista, com a apresentação do espectáculo de teatro “O Francês em Londres”, de M. de Boissy, a ser apresentado no Celeiro do Marquês. A noite de sábado termina com uma festa popular “com diversões galantes e com música, dança e poesia”.
No domingo regressa o mercado Pombalino (12h00), depois de uma arruada pelas ruas da cidade e, durante a tarde, há música barroca, danças exóticas, mimos, acrobatas e jogos tradicionais. Nova sessão da encenação histórica “Quadros Vivos do Quotidiano Pombalino”, que também carece de inscrição prévia, começa às 14h30 e, uma hora depois, a Praça Marquês de Pombal volta a estar em foco para mais uma encenação do teatro popular “Pranto do Clérigo”.
A edição deste ano do “Festival de Estátuas Vivas Barrocas” chega ao fim a partir das 20h00, com o regresso da noite setecentista, “que apresentará uma festa popular com habilidades dos saltimbancos acrobatas”, e a noite termina com o “Sarau Pombalino”, onde a música e a poesia marcarão presença.


(Texto escrito com a antiga grafia)

 

 

97FM - Pombal Vértice Luminoso